SIGA BRASIL SEM PEDOFILIA ATRAVÉS DO E MAIL

domingo, 19 de julho de 2015

O BREVE PERFIL DE UM PSICOPATA

Tenho sido cruelmente cobrada por algumas pessoas pelo fato de nunca ter desconfiado do comportamento do meu ex marido Alexandre, uma pessoa que passou anos como um marido calmo, apaixonado, amável, devotado ao lar, mas que um dia, resolveu estuprar minha filha. Felizmente, o estupro não foi consumado. Filha de quem é, ela foi socorrida a tempo.
Não havia do que desconfiar.
Como todo psicopata, ele nunca havia mostrado nenhum sinal.Só descobrimos naquele fatídico sábado.

Seguem algumas características dos psicopatas para que possamos entender que essa raça não dá sinais. Eles dissimulam o tempo todo.
Espero poder ajudar (e parar de ser cobrada).


O BREVE PERFIL DE UM PSICOPATA

Entendemos que a realidade de nosso sistema social hoje, apresenta diversas distorções de comportamento que geram muitos problemas que, em alguns casos, chocam e criam um alerta para a saúde mental dos indivíduos. Analisando a criminalidade, chegamos até a psicopatia, que é uma destas distorções que causam preocupações importantes dentro dos direitos humanos no Estado Democrático e Social de Direito.

É a banalização da vida humana. Hoje em nosso país, centenas de pessoas morrem sem um motivo real, onde perdemos a vida como quem perde um brinquedo.

Muitas vezes, os autores deste cenário cruel, são os psicopatas. Doentes que torturam e cometem crimes horripilantes, por puro prazer.

De maneira geral podemos dizer que psicopatas são pessoas cruéis e desumanas. Sem qualquer sentimento de culpa ou arrependimento. Agem com muita frieza e apresentam atos executados com muita cautela e minúcia.

Estudos mostram que um psicopata não pode ser considerado um doente mental, pois possuem alto grau de inteligência e consciência de seus atos. Além da capacidade de autodeterminação.

Então, podemos fazer a seguinte pergunta: o que leva um sujeito a tornar-se um psicopata?

A personalidade humana é objeto de vários artigos e estudos ao longo dos anos. Não é fácil desvendar alguns segredos, mas é muito mais difícil encontrar a resposta adequada para a pergunta em questão. Matar por prazer, sem culpa, medo ou qualquer reação que justifique tal brutalidade, é o objeto da ação do nosso psicopata.

Avaliando este nosso personagem, muitos apresentam desde a infância, problemas comportamentais sérios. Trazem esta carga pesada desde a infância até a vida adulta, mas quando completam 18 anos, nossa sociedade cria o rótulo para eles de: Transtorno de conduta.
O livro da Dra. Ana Beatriz Barbosa – MENTES PERIGOSAS - deixa claro que ninguém vira psicopata da noite para o dia: eles nascem assim e permanecem assim durante toda a sua existência. Os psicopatas apresentam em sua história de vida alterações comportamentais sérias, desde a mais tenra infância até os seus últimos dias, relevando que antes de tudo, a psicopatia se traduz numa maneira de ser, existir e perceber o mundo (BARBOSA, 2008, p. 170).

Como principais características, podemos enumerar alguns destaques como: agem com muita frieza, são calculistas, inescrupulosos, dissimulados, mentirosos, sedutores, visam sempre benefício próprio, além de não permitirem em momento algum, a manifestação da culpa ou do remorso. E podem, em alguns casos, tornarem-se agressivos e violentos.

FONTE: PORTAL EDUCAÇÃO

COMPORTAMENTO DO PSICOPATA

O psicopata tende a ser muito ciumento e possessivo. Como tem muita gente que confunde ciúmes com amor, acaba se deixando levar, acha que se o outro está tão preocupado, se fica ligando pra saber onde você está, com quem, que horas volta, e algumas pessoas acabam achando que isso só pode ser amor. Isso pode encantar a pessoa. “olha como ele me ama”. Muitas vezes não é amor, é posse. E sentimento de posse é muito diferente de amor.
Nem todo psicopata é um assassino, mas muitas vezes ele pode ser aquela pessoa que te suga, te deixa até fraco, sem resistência? Se faz de vítima, você fica com dó dele.

FONTE: PSICÓLOGOS EM SÃO PAULO

ALGUMAS CARACTERÍSTICAS

São mentirosos patológicos. Mentem principalmente para conseguir benefícios ou justificar suas condutas.

Têm comportamento manipulador. E, se forem inteligentes o bastante, os outros não perceberão esse comportamento psicopata.

Não sentem remorso ou culpa. Nunca ficam em dúvida.

Quanto à afetividade, são frios e calculistas. Não aceitam as emoções, mas conseguem simular sentimentos se for necessário.
Não sentem empatia. São indiferentes. E até podem manifestar crueldade.
Têm uma incapacidade patológica para assumir responsabilidade pelos seus atos. Não aceitam os seus erros. Eles raramente procuram ajuda psicológica, porque acham que o problema é sempre dos outros.
Necessitam de estímulo constante. Ficam aborrecidos facilmente.
Gostam de um estilo de vida parasitário.
Eles têm versatilidade para a ação criminal. Eles preferem golpes e delitos que requerem a manipulação de outros.

FONTE: DISCOVERY BRASIL

A ausência de culpa ou compaixão é a marca essencial do psicopata. Isso o leva a cometer inúmeros atos que atentam contra os outros.
O psicopata, tão temido e tido como a culpa de todos os males do mundo, anda entre nós e pode muito bem ser o seu amigo de infância, seu irmão, sua tia ou namorada.
Esse tipo de pessoa não vem com tarja preta na cara e nem com código de barras danificado.
Quem tenta atrapalhar suas vontade está correndo um sério risco para seu bem-estar. Como ele é incapacitado de se colocar no lugar dos outros ou ter compaixão, costuma ter grande dificuldade de se adaptar ao convívio social. Ele desenvolveu a técnica de copiar os comportamentos dos outros e reagir de forma mais automática.

Habilidade principal: ser frio, calculista e agir da forma que julgar adequada - meticulosa, impiedosa, impulsiva... - para conseguir aquilo que deseja. Sem sentimento de culpa, sem rodeios e sem justificativas.

FONTE: PAPO DE HOMEM

Postado por Claudia Sobral

https://www.facebook.com/claudia.sobral.3

Nenhum comentário:

Postar um comentário