SIGA BRASIL SEM PEDOFILIA ATRAVÉS DO E MAIL

terça-feira, 7 de maio de 2013

RJ: MAIORIA DAS VÍTIMAS DE ESTUPRO TEM MENOS DE 14 ANOS, DIZ RELATÓRIO


Pesquisa sobre a violência contra mulheres em 2012 mostra que mais de 50% dos estupros ocorreram em ambiente familiar


Um relatório divulgado nesta segunda-feira pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) do Rio de Janeiro apontou que a maioria das mulheres (51,4%) que foram vítimas de estupros no ano de 2012 são crianças e adolescentes de até 14 anos. O chamado "Dossiê Mulher" analisou vários tipos de crimes registrados pela Polícia Civil - entre eles homicídio, tentativa de homicídio, estupro, tentativa de estupro, lesão corporal, ameaça e violação de domicílio.
A pesquisa também aponta que a maior parte dos casos de estupro ocorreu em ambientes familiares: 51,1% das vítimas tinham relações próximas com seus agressores, sendo que em 29,7% das ocorrências as relações eram de parentesco. Ao todo, 4.993 mulheres sofreram estupros no ano passado - 82,8% do total de vítimas, que foi de 6.029.
Segundo o relatório, em 2012, há registros de uma mulher morta a cada três dias no Estado do Rio de Janeiro. Ao todo, 295 foram vítimas de homicídio doloso (com intenção de matar).
O número de mulheres vítimas de homicídio doloso (com intenção de matar) chegou a 295 no Estado do Rio de Janeiro. Dessas mulheres, a maior fatia tinha entre 18 e 34 anos - 35,7% do total. Em 24% dos casos, as mulheres conheciam o autor do crime.
Houve 58.051 registros de lesão corporal dolosa contra mulheres no ano passado. Mais da metade - 52,2% - das vítimas sofreu agressões do companheiro ou ex-companheiro. Apenas 14,8% não tinham qualquer relação com o acusado.
Os registros de ameaças contra mulheres chegaram a 55.171 em 2012. Metade delas sofreu a ameaça pelo companheiro ou ex-companheiro, e 10,4% por pais, padrastos ou parentes. Das vítimas deste delito, 15,5% não conheciam o autor.
Terra


Nenhum comentário:

Postar um comentário