SIGA BRASIL SEM PEDOFILIA ATRAVÉS DO E MAIL

quarta-feira, 13 de maio de 2015

TRANSFORME SUA INDIGNAÇÃO EM AÇÃO – VAMOS AJUDAR JÚLIA. VÍTIMA DE ABUSO SEXUAL INTRAFAMILIAR

Vamos pressionar o judiciário para que a seja feita justiça no caso da pequena Júlia, vítima de abuso sexual intrafamiliar.


Nos ajude, encaminhando a mensagem abaixo para o e mail cgr-ijciv@tjms.jus.br:

Exma. Juíza de Direito da Vara da Infância, Katy Braun do Prado
Solicitamos providências para o caso da menor Júlia, processo 0008326-48.2014.8.12.0001, de 25/02/2014.
A menor foi vítima de abuso sexual constatado por meio de atendimento médico pediátrico, conforme laudo anexado nos autos e relato da vítima a diversos profissionais e Conselheiros Tutelares da cidade de Curitiba/PR e Campo Grande/MS.
Segundo evidências e provas contundentes encaminhadas à DEPCA, o autor dos abusos é seu avô paterno, em convivência com a menor por negligência e omissão paterna expondo a menor a riscos de novos abusos em ambiente inapropriado ao seu pleno desenvolvimento, conforme relatórios elaborados por Conselheiros Tutelares e testemunho em juízo.
Diante das graves ocorrências, solicitamos andamento ao processo no sentido de que Medidas Protetivas sejam tomadas, em caráter de urgência, para salvaguardar a integridade física, mental e proteção da menor Júlia.

Se possível, após enviar a mensagem, posstar um ok ou enviado nos comentários.

CURTAM A PÁGINA: SOS JRS - CRIANÇA VÍTIMA DE ABUSO SEXUAL INTRAFAMILIAR 


SEGUE UM BREVE RELATO DO CASO:

Júlia, vítima de abuso sexual intrafamiliar, com materialidade e indícios de crime e autoria evidenciados, além de manifestações de diversas autoridades, dentre elas, juízes, desembargador, promotor, procurador de justiça, conselheiros tutelares e médico pediatra, além de seu próprio relato, até a presente data, SEM NENHUMA MEDIDA DE PROTEÇÃO, e afastada de seus familiares maternos que lutam, obstinadamente, para defendê-la.

Infelizmente, não podemos apresentar as diversas manifestações das excelentíssimas autoridades sobre o caso em decorrência de os processos seguirem seus trâmites em segredo de justiça.

Demonstramos, no entanto, através deste documento, mais uma verdade irrefutável dos fatos, preservado os dados de identificação e considerando que o referido processo criminal contra sua mãe, ao agir em defesa de sua filha, na tentativa de afastá-la de seus abusadores, já fora arquivado.
SOS JRS!

Infelizmente, não podemos apresentar as diversas manifestações das excelentíssimas autoridades sobre o caso em decorrência de os processos seguirem seus trâmites em segredo de justiça.

Demonstramos, no entanto, através deste documento, mais uma verdade irrefutável dos fatos, preservado os dados de identificação e considerando que o referido processo criminal contra sua mãe, ao agir em defesa de sua filha, na tentativa de afastá-la de seus abusadores, já fora arquivado.
SOS JRS!

Infelizmente, não podemos apresentar as diversas manifestações das excelentíssimas autoridades sobre o caso em decorrência de os processos seguirem seus trâmites em segredo de justiça.

Demonstramos, no entanto, através deste documento, mais uma verdade irrefutável dos fatos, preservado os dados de identificação e considerando que o referido processo criminal contra sua mãe, ao agir em defesa de sua filha, na tentativa de afastá-la de seus abusadores, já fora arquivado.
SOS JRS!


Nenhum comentário:

Postar um comentário