SIGA BRASIL SEM PEDOFILIA ATRAVÉS DO E MAIL

domingo, 9 de outubro de 2011

NO PAÍS, MAIS DE 18 MIL CRIANÇAS SÃO ESPANCADAS DIARIAMENTE




Números divulgados pela Unicef – Fundo das Nações Unidas para a Infância – apontam que mais de mais de 18 mil crianças são espancadas no país. 

As mais agredidas são meninas entre sete e 14 anos. 

Exatas 100 crianças morrem por dia no Brasil, vítimas de maus tratos – negligência, violência física, abuso sexual e psicológico, segundo pesquisa realizada pelo Laboratório de Estudos da Criança/USP.

Dados do Ministério da Saúde revelam que 38% das mortes de pessoas com até 19 anos são causadas por agressões.

O serviço do Disque Denúncia Nacional de Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes é coordenado e executado pela Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República (SEDH/PR), em parceria com a Petróleo Brasileiro S.A. (Petrobrás) e o Centro de Referência, Estudos e Ações sobre Crianças e Adolescentes (Cecria).

No Brasil, com uma população de quase 67 milhões de crianças de até 14 anos, são registrados, por ano, 500 mil casos de violência doméstica de diferentes tipos. Em 70% dos casos os agressores são os próprios pais biológicos.
 

A violência contra a criança é crescente e nem sempre ocorre na forma de abuso sexual. Levantamento do Núcleo de Atenção à Criança Vítima de Violência, da Universidade do Rio de Janeiro(UFRJ) mostra, com base de dados coletados entre 1996 a 2011 que: 29,1% de meninos e meninas são vítimas de abuso físico; 

A violência sexual aparece em segundo lugar – 28,9%; 25,7% sofreram negligência (todo tipo de abandono); 16,3% abuso psicológico (pressão); 300 mil meninas são vítimas de incesto todos os anos e mais um terço delas tenta o suicídio.(Lacri-USP); 11,5% das crianças de oito e nove anos são analfabetas, segundo o IBGE; cento e catorze milhões de crianças não recebem instrução sequer ao nível básico; seis milhões de crianças morrem por ano por má nutrição, antes de fazer cinco anos de idade; oitocentos milhões de pessoas deitam-se todas as noites com fome; trezentos milhões são crianças; cinquenta milhões de abortos são cometidos no mundo por ano.

Trabalho Infantil

A Unicef estima que existem 158 milhões de crianças menores de 15 anos vítimas de trabalho infantil em todo o mundo e que mais de 100 milhões, quase 70 por cento da população laboral infantil, trabalham na agricultura em áreas rurais onde o acesso à escola e ao material educativo é muito limitado.
 

No Brasil, Cerca de 4 milhões de crianças trabalham no meio rural e somente 29% delas recebem remuneração.
 

São escravas. Entre as crianças de 5 a 9 anos, somente 7% recebem remuneração e um grande número não têm acesso à educação.

O Brasil  tem mais de  680 mil crianças que não freqüentam a escola.
 

Relatório divulgado pela Câmara de Educação Básica, do Conselho Nacional de Educação (CNE) concluiu que faltam 245 mil professores no ensino médio.

 Não é falta de profissionais excelentes e qualificados, faltam profissionais que suportem “viver” com o salário que se paga ao professor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário