SIGA BRASIL SEM PEDOFILIA ATRAVÉS DO E MAIL

terça-feira, 30 de agosto de 2011

POLÍCIA PRENDE CAMINHONEIRO SUSPEITO DE PEDOFILIA CONTRA 30 CRIANÇAS E ADOLESCENTES NO MEIO-OESTE


Após investigações, apareceram outras pessoas que foram vítimas do homem há 10 anos

Um caminhoneiro de 33 anos foi preso na quinta-feira suspeito de pedofilia em Caçador, no Meio-Oeste de Santa Catarina. Segundo as investigações da Polícia Civil, o homem pode ter estuprado cerca de 30 crianças e adolescentes em 10 anos.

Após receber denúncias, a delegada Patrícia Cristina Fronza, da Delegacia de Proteção ao Adolescente, à Mulher a ao Idoso, passou a investigar o homem e descobriu outros casos envolvendo o caminhoneiro. Sabendo da investigação, o caminhoneiro teria ameaçado algumas vítimas. No último domingo, a casa de uma delas sofreu um atendado a tiros.

Ao saber das ameaças e do atentando, a delegada pediu a prisão preventiva do suspeito. A polícia cumpriu o mandado na tarde de quinta-feira, no bairro Martelo, onde o homem morava em Caçador. O suspeito estava num posto de combustíveis.

Na casa do caminhoneiro, os investigadores também apreenderam DVDs, equipamentos eletrônicos, entre eles um videogame, e um arma calibre 38. A perícia apontará se o revólver foi usado no atentado. Por causa da arma, o caminhoneiro também acabou preso em flagrante por porte ilegal de arma.

— Para proteger as testemunhas e as vítimas, precisamos pedir a prisão dele. As pessoas estavam em risco. Moradores informaram que ele é um pessoa muito violenta — ressaltou Patrícia.

As vítimas, sempre meninos, seriam crianças e adolescentes entre oito e 15 anos moradores do bairro. Algumas eram ameaçadas e persuadidas pelo caminhoneiro, que levaria os menores, convidando para jogar videogame. Alguns meninos até acompanhavam o homem em viagens de caminhão. Um exame vai averiguar se houve a violência nos casos mais recentes.

Até esta sexta-feira, as investigações apontavam a ligação entre o homem e cinco estupros recentes. Com o início das investigações, cerca de 30 pessoas já contataram a delegada para denunciar abusos do homem. Alguns casos teriam ocorrido há 10 anos.

Em depoimento à polícia, o caminhoneiro, que morava com os pais, confirmou que manteve contato com os adolescentes, porém negou os crimes. Afirmou que tudo é uma conspiração. Ele será indiciado por estupro de vulnerável e porte ilegal de arma.
DIÁRIO CATARINENSE

Nenhum comentário:

Postar um comentário