SIGA BRASIL SEM PEDOFILIA ATRAVÉS DO E MAIL

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

CRIANÇA DE 9 ANOS É RAPTADA E ESTUPRADA EM GOIÂNIA

“Eu só não chorei porque precisava mostrar firmeza, mas os relatos da garota sobre tudo o que aconteceu deixariam qualquer pessoa chocada.” 
Essas são as palavras da delegada Ana Elisa Gomes, chefe da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), e que comanda as investigações do rapto de criança de 9 anos, que culminou em um estupro no Residencial Itaipú, na Capital. O fato aconteceu no início da manhã de sexta-feira, mas só ontem a polícia divulgou as primeiras informações.

O caso surpreende até mesmo os investigadores experientes devido às circunstâncias que ocorreu. A menina estava dormindo dentro de casa, quando foi acordada pelo autor que a ameaçou com uma faca. Ele conseguiu entrar na casa sem chamar a atenção, porque momentos antes dele entrar, uma tia da garota saiu de casa, trancou a porta e colocou a chave dentro da casa através de uma janela. 
O autor viu todo o processo, e assim que a familiar se afastou entrou na residência.
O homem tirou a garota da casa e caminhou com ela por várias ruas até chegar a um lugar afastado e com muito mato. Durante todo o percurso, o autor ameaçava a criança com a faca. Ele conseguiu fazer o trajeto sem levantar suspeitas, porque o fato aconteceu às 6 horas. A menina relatou que poucos carros e pessoas passam, mas ninguém desconfiou. 
Após consumar o estupro, o autor abandou a criança, que conseguiu retornar para casa. Quando chegou, seus pais já estavam acordados e assustados com o desaparecimento da filha. Eles notaram que tinha algo de errado com a menina, porque ela estava com sangramento. Rapidamente ela foi encaminhada para o Hospital Materno Infantil de Goiânia.

Investigação
Ainda na sexta-feira, a Polícia Civil conseguiu prender um suspeito de ser o autor do rapto e estupro da menina de 9 anos. Foram tiradas fotos para que a vítima pudesse fazer o reconhecimento, mas ela não identificou o suspeito preso como sendo o estuprador, por isso ele foi liberado. A delegada disse que as investigações vão continuar e que a DPCA está dando toda a atenção a este caso, que não é muito comum quando se trata de violência sexual. “Na sexta-feira, trabalhamos com as investigações até as 22 horas. Vamos precisar contar com a ajuda da menina para acelerar esse processo”, contou Ana Elisa Gomes.
A vítima já passou algumas características do autor. Ele era magro, moreno, teria cerca de 30 anos e cabelos cacheados. O próximo passo será fazer um retrato falado do estuprador para que possa ser divulgado. “Esse retrato falado será muito importante. Através dele a sociedade poderá reconhecê-lo e denunciar ao 181”, disse a delegada chefe da DPCA, que por enquanto prefere resguardar algumas informações. Se condenado, o autor deste crime bárbaro pode pegar de oito a 15 anos de prisão. Vários fatores serão levados em conta no momento de um possível julgamento. “Se a menina ficar com sequelas, isso vai pesar na hora de determinar a sentença. Não sabemos como será a vida dessa criança daqui para frente”, concluiu a delegada.

Cirurgia
Assim que chegou ao Hospital Materno Infantil de Goiânia, a menina precisou passar urgentemente por uma cirurgia para reconstituir seu órgão genital. Segundo Ana Elisa Gomes, o autor foi muito violento, principalmente na área genital. Informações extraoficiais dizem que o estado de saúde da garota é estável, e que ela ainda não tem previsão de alta. O Hospital Materno Infantil não quis fornecer qualquer informação sobre a recuperação da criança. Tentamos contato com os pais da vítima, mas também não foi possível falar com eles.
Fonte: Diário da Manhã, Mário Víctor
Da Editoria de Cidades
http://www.matogrossogoiano.com.br/site/politica/ultimas-noticias/policial/8783-crianca-de-9-anos-e-raptada-e-estuprada

Nenhum comentário:

Postar um comentário